terça-feira, 10 de abril de 2018

Coisas que acontecem

No último sábado jantei com duas amigas.
Elas não se conheciam, mas sabia que iam gostar uma da outra.
Somos as três "sem papas na língua" e a conversa foi tão animada que arrumamos com os dois casais que se sentaram ao nosso lado. Olhavam uns para os outros com um ar de espanto... na verdade acho que os mantivemos entretidos com a nossa conversa.
Mas adiante.

Estávamos na esplanada, eu de costas para o restaurante, elas de frente. 
Às tantas e quase em uníssono dizem:

"Olha, está ali o Mr.Pannacotta" - diz uma, ao passo que a outra diz "Acho que está ali o Mr.Pannacotta."

"Está com uma rapariga." - disse uma.

"Acabou de nos ver e agarrou-se a ela aos beijos." - disse a outra.


Não o vi e acho que nem faz nada o género dele este tipo de comportamento adolescente. De qualquer modo, talvez tenha necessidade de mostrar algo. Não condeno. Quero que seja feliz e fico contente que já tenha ultrapassado. Provavelmente na altura não se apercebeu que realmente não fomos feitos um para o outro, mas agora, depois de uns meses afastados, talvez tenha percebido que tomei a decisão certa
Saber que avançou faz-me ficar de consciência tranquila.
Aos poucos vou-me tornando mais leve.

3 comentários:

Dona de Casa disse...

Perceberes que isso não te afecta é o mais importante...

Agridoce disse...

Desculpa que te diga mas... Se ele fez uma coisa dessas é porque não ultrapassou verdadeiramente. Mas lá chegará :)

O que importa mesmo é tu estares bem com a tua decisão!

Eva Luna disse...

Se foi assim é porque será pelo melhor.
Independentemente do tempo que seja necessário para cada um, quando acontece é porque é o melhor para os dois, por mais que isso custe a perceber no início, será para que ambos possam ser (mais) felizes no futuro.
Continuamos na torcida por ti :)