quinta-feira, 19 de setembro de 2013

O rabo

Há 3 dias caí.
Ia eu toda lampeira, a pavonear-me pelos lados da feira da ladra, em trabalho, mas ainda assim a desfilar nas minhas sandálias rasas lindas e caras, pagas a meias com a minha mãe, thank god! quando me sinto a deslizar... Qual calçada à portuguesa qual quê! Que nessa eu sei que caio mesmo e não me pavoneio... 

Ia eu a atravessar a estrada de alcatrão, quando, um deslize, dois deslizes e pensei:
"Ainda não é desta que caio, que já me equilibrei nas cabras das sandálias...", quando vem um terceiro deslize, muito maior que os anteriores, e me fez cair de cú no chão e pernas para o ar, qual cartoon, qual quê...


Olhei em volta. Ninguém.
Na maior das calmas, não disse asneiras, só um "oh minha nossa!", levantei-me, olhei para a mão que parecia ter ficado esfolada, sacudi as calças e continuei, com mais precaução.


Passado 3 dias, nem uma dorzinha de rabo sequer! Nem um pontinho de nódoa negra! NADA!
Digo, em tom de euforia, que o meu rabo é fantasticamente musculado e que nunca mais falto ao ginásio!
Valeu!

Podia ter sido pior...

6 comentários:

Orquídea disse...

então foi só a mão esfolada? :O vá lá, sortuda!!!

Briana disse...

podia ter corrido pior.. tiveste sorte ser só a mão

Boboquinha disse...

A função do rabo, tonificado ou não, é mesmo essa de servir de almofada em caso de quedas espalhafatosas. Dá muito jeito, principalmente na altura da vida em que se está a aprender a dar os primeiros passos!

A natureza sabe o que faz :)

Moa disse...

Se fosse eu já estava toda negra...faço nódoas negras com uma facilidade assustadora. Neste momento tenho umas 7 nas pernas...

Marta disse...

O que eu me ri com o video, de ti não me ri ok! Ah ah ah.
Ainda bem que tens malhado bem, senão tinhas o rabinho feito num 8.

b. disse...

aahahahahahahahah