terça-feira, 5 de dezembro de 2017

LUXembourg

Há muito que tinha comprado uma viagem para Madrid para acompanhar a minha amiga que faz pole dance a uma competição: o PoleArtSpain. Estava marcado para o 2º fim de semana de novembro. Mas isso fica para outro post.

No fim de semana anterior a minha irmã ia ao Luxemburgo com o marido e o meu afilhado bebé de 8 meses, para visitarem uma amiga que já não viam há 14 anos.
Quase de um dia para o outro o meu cunhado mudou-se para Oslo (sim, vou ficar sem o babyV já este mês snif snif) e a minha irmã ficou sem companhia para viajar... na verdade não foi preciso insistir muito para que trocássemos o nome dele pelo meu.
Ou seja, dois fins de semana seguidos de viagem.
Para o trabalho é péssimo, para o corpo também, mas viajar é quase a coisa que me dá mais prazer de momento (isso e treinar).

O Luxemburgo é realmente um país muito pequenino. Faz-se, de carro, de uma ponta à outra, em, sensivelmente, duas horas e meia. Fiquei alojada a sul mas também passeei pela capital. A ideia com que fiquei é que é uma espécie de Bélgica misturada com Suiça, ou seja, muita natureza, frio, vales, modernidade misturada com antiguidade. Ouve-se tanto falar português que até faz impressão. É nos cafés, nas obras, nas ruas... Há sempre algum português.



A cidade onde fiquei Esch-sur-Alzette vai ser capital europeia da cultura em 2022 e já é notória a sua transformação/modernização. Era uma cidade siderúrgica mas em que a maior parte dos edifícios da siderurgia já estavam desativados mas que agora estão a ser revitalizados com novas funções. A universidade, que era na cidade do Luxemburgo, foi também realojada nesta nova ala da cidade de Esch-sur-Alzette, num edifício imponente que desafia as leis da gravidade. 



Dica: na capital há uma casa de chocolates muito típica que é obrigatório visitar. Tem uma decoração muito particular e uma maneira muito engraçada de beber chocolate quente. Escolhe-se o tipo de leite, o sabor do chocolate e é-nos servido (por umas portuguesas muito simpáticas) uma caneca de leite quente e uma colher de madeira "dentro" de um cubo de chocolate com o sabor que escolhemos. Depois é só ir mexendo a colher no leite até derreter por completo. 

 
 Claro que há uns bolos maravilhosos a acompanhar..........

Foi um fim de semana de passeio mas também de muitas fraldas mudadas, muitos beijinhos, noites a acordar sempre que o babyV suspirava, muita papa e tempo passado com a minha irmã, que há muito que não viajávamos juntas. Ainda fiz panquecas para nós e tivemos direito a um almoço de domingo numa típica família portuguesa. Há coisas que nos correm no sangue e a nossa cultura e gastronomia são duas delas.



Para não variar, fui dar a minha corridinha numa manhã bem fria. Eram para ser 5km, mas quanto já não tinha ideia de onde estava, olhei para o google maps e percebi que estava a 3km de casa... Não me restou outra alternativa senão continuar a correr...
Mais uma para juntar à minha lista de corridas "lá fora".

3 comentários:

N. disse...

É sempre excelente viajar um pouco pelo mundo através dos teus olhos e dos teus textos e imagens. Obrigado.

E acabar o post com um treino também é bom. :)
Beijinhos!

Ssol disse...

Foi mesmo bom voltar a viajar ctg! *

Gaja Maria disse...

Tão lindo. Viajar é conhecer lugares é tão bom :)