segunda-feira, 24 de julho de 2017

A Maria não deixa


E porque há muito tempo que não partilho um restaurante aqui vai mais um onde fui ultimamente e que sem saber ao que ia me surpreendeu pela positiva.

Foi num dia de semana, tínhamos um amigo que está em Moçambique cá, trouxe-nos a namorada (e noiva, soubemos depois) para conhecermos e queríamos algo simples e não muito caro.
Alguém encontrou o "A Maria não deixa" pelo Zomato e decidimos experimentar. Tem uma pontuação de 4.0 (com 173 votos).
Fica na zona do Cais do Sodré o que dá um jeito enorme para depois se ir beber um copo (o que não foi exatamente o caso, porque estamos a ficar velhos e à semana toda a gente quer ir descansar).

É um restaurante simpático com uma decoração simples, fruto de uma remodelação que não quis ser muito evasiva. As vigas, tubagens e cabos elétricos estão à vista, o chão é nú e nas paredes há pinturas sobre Lisboa.
É um restaurante de petiscos (como muitos em Lisboa) mas que me satisfez muito pela qualidade da comida, pelo atendimento e pelo preço. Não é fácil encontrar sítios baratos, com boa comida e atendimento atencioso.

Comemos um pouco de tudo, desde croquetes de atum, alheira e bacalhau, ovos rotos (que eram diferentes do comum), fritos de Setúbal (que para quem gosta dos de Setúbal estes não são tão bons), bochecha estufada, pimentos padrón, tábua de queijos, salada de polvo... estava tudo bom. Adorei os croquetes e a bochecha, logo eu que não sou muito de carne.

Fotografias não tirei que o espaço está à média luz e o meu telemóvel pra isso não serve.
Fui buscar umas ao facebook deles que acho que ilustram bem. 





3 comentários:

Dona de Casa disse...

Eh pá, acho que gostava de ir a este restaurante!

Agridoce disse...

Fui lá na Rota das Tapas e fiquei com vontade de voltar :)

Lisa Carmita disse...

Great post! :)♡

xoxo
Lisa from hashtagbeyourself.blogspot.ch | Instagram