quarta-feira, 10 de maio de 2017

Bomba [relógio]

A partir do momento em que temos um cancro e passamos por ele como se fosse uma pista de obstáculos, que ele nos persegue para todo o sempre. Além de ficar na história o nosso dia a dia vai sendo pautado por exames de rotina (ecografias, mamografias, ressonâncias magnéticas), colheitas de sangue, sensibilidade nas cicatrizes, comprimidos, idas ao hospital pra levantar mais comprimidos e mais uma data de coisas.
A juntar a esta panóplia de coisas apareceu-me a parte da genética. Em outubro tive a confirmação da minha mutação genética ao BRCA1, ontem tive a confirmação (ou quase) de que esta mutação é hereditária e está associada ao cancro da mama.

Há uns meses, a médica da genética pediu-nos que colhêssemos sangue à única tia-avó viva (irmã da minha avó) que já estava com 90 anos e bastante mal de saúde, para que se pudesse fazer a análise e ver se ela também teria a mutação.
Há uma semana recebi uma convocatória de consulta para mim e para ela. Infelizmente para ela já não veio a tempo, mas o seu contributo foi preciso. A mutação também existia nela, logo, chegamos à conclusão que é hereditária e aparentemente estará associada ao cancro da mama, uma vez que ela também o teve, aos 84 anos.


A médica chamou-me bomba relógio.
Preferi focar-me na bomba e esquecer o relógio.
Gosto dela, mas tem o seu "quê" de loucura e filtro muito o que me diz. Por ela íamos tirando "peças" de modo a reduzir as minhas probabilidades (que são altas) de voltar a ter cancro, não só na mama, mas também nos ovários ou noutros locais de que doutora já me falou. Infelizmente, como ela disse, não posso viver sem estômago ou pâncreas (caso contrário ela aconselhava a tirar).

Por ela faço cirurgias de remoção de mama e ovários.
Põe as coisas de uma maneira que parece simples.
Mas não é.
De todo.

Tomei uma decisão acerca disto já há alguns meses.
E até agora não se alterou.

Esta fotografia tem 2 anos. Ainda não havia cabelo, mas havia cara e mãos inchadas. Parece que foi há imenso tempo. 
Estou tão diferente. 
É uma metamorfose contínua.

16 comentários:

м♥ disse...

Quando é com os outros, é muito fácil vermos soluções simples e objetivas. É tudo muito fácil, muito prático. Mas ainda és jovem, tens a vida pela frente, podes querer ter filhos biológicos... Não é uma decisão assim tão fácil. O que quer que seja que resolvas, só te desejo muita força. Deve ser muito difícil viver com essas consciência de que a qualquer altura pode aparecer outra má notícia (se bem que é assim para todos, só que alguns já têm essa maior probabilidade).

Dona de Casa disse...

É uma decisão que não se toma de ânimo leve, mas acima de tudo estás a escolher a vida. Força!

Gaja Maria disse...

Decisões difíceis... Faz isso pelo melhor. Beijinho

Raven disse...

Cá em casa também temos o BRCA1. A minha ame optou por tirar voluntariamente algumas peças, o peito não, não consegue e entendo-a. Uma das irmãs dela já marcou as cirurgias para tiras tantas peças quanto possivel antes que aconteça algo. Admiro-lhe a coragem. Eu cá tambem não vou fazer nada até que se justifique. Não creio que esteja psicologicamente preparada para tal. Força!

N. disse...

Caramba...! Que a tua personalidade se mantenha alegre, independentemente das peças. Coragem!

Joana disse...

Eu leio o teu blog sempre que há post novo, mas acho que não te digo as vezes suficientes que és muito corajosa e, sem ponta de dúvida, muito inspiradora.
Acho que para os médicos as coisas costumam ser muito simples, mas só quem está a viver a situação sabe as coisas que estão em causa e os sentimentos que se vivem. Eu entendo a 100% que esta não seja uma decisão simples para ti, e resta-me apenas desejar-te força e que continues a ser quem és e a viver a vida que queres.

Filipa Silva disse...

Decisão dificil... força! Tu vais decidir o melhor para ti de certeza! Bjinhos <3

Love Adventure Happiness disse...

Já falámos disto umas vezes... Não há escolhas erradas porque de qualquer forma nunca se sabe. Força e qualquer coisa apita :*

i'mtalkingwithmyself disse...

sempre admirei tua força e coragem. e continuo a fazê-lo. näo é uma decisäo fácil, mas independente da decisäo que tomares, será a mais acertada. pra ti.
um abraço bem apertado, moça

Agridoce disse...

Seja qual for a tua decisão, é a tua. Tu é que sabes. Se até agora tens lidado com isto de uma forma incrível e tens ultrapassado os obstáculos, vais continuar a fazê-lo. Não tenho dúvidas!

Também acho mais que és uma bomba (cada dia mais gira!) ;)

Um grande beijinho e muita força!

Maria disse...

admiro-te imenso!!!!
Vais sair vencedora desta luta!

Gosto muito de ti só por te ler

Eva Luna disse...

Fui fazer um teste genético esta semana.
A médica foi bastante prática e tentou que percebêssemos pode acontecer haver um positivo e nunca acontecer um episódio de doença, bem como uma pessoa não ter a mutação não significa que não possa acontecer.
Segundo ela sabermos é uma desvantagem.. pois vamos passar a vida a pensar neste resultado. Explicou mil contras para não avançarmos com o exame, mas decidi fazer anyway.
Não sei se teria a coragem necessária para tirar "peças" - meu deus que esta simples expressão me deixa horrorizada.
Seja como for, andar de carro aumenta significativamente o risco de termos um acidente, mas a vida será como tiver que ser. Tira a vantagem do conhecimento e se tudo correr bem, esse bicho vai pensar duas vezes antes de se voltar a meter contigo.

Coquinhas disse...

És mesmo uma miuda cheia de força e isso comprovou-se quando foste um exemplo para todas nos ao vencer o cancro. Nem sei que diga, porque acredito que seja uma decisao mesmo dificil e a qual so conseguimos ter a minima noçao quando passamos por ela, mas acredita na tua força e que decidas o melhor. Um beijo enorme

Sofia disse...

Como é que este post me "passou"?

Concordo que és uma bomba (qual relógio qual quê).

Quanto a "tirar peças".... só me passa pela cabeça que essa médica não é capaz de se colocar na posição em que tu estás. Uma mulher nova, sem filhos e com a vida pela frente.
Ok, tens um gene que te dá uma probabilidade maior... E? Eu diria que esse conhecimento até te traz vantagem. Afinal vais estar sempre muito atenta aos sinais que o teu corpo te dá.

Definitivamente tu és uma força da natureza!!! You do girl!!!

Moa disse...

Não me imagino a tomar uma decisão dessas...Continua com a tua incrível energia e força! Beijinhos

Jo disse...

Um grande beijinho e força! :)