quarta-feira, 26 de outubro de 2016

O blogue que cresce conosco

Tenho andado a pensar mais neste blogue.
Tenho-lhe tirado o pó com alguns posts.
Nunca cá pus nenhuma fotografia de mim, assim completamente visível. Mas isso talvez venha a mudar, uma vez que isto já deixou de ser a loucura dos tempos antigos (e áureos) e é mais uma coisa lúdica, de troca de experiências - as minhas - e de informação relativamente ao assunto não-tabu: o raio do cancro.

Tenho pensado nisto porque no instagram já brindei os presentes com a minha fronha e do Mr., há bem pouco tempo, em dia de casamento nortenho.

Senti, de certo modo, que traí a malta do blogue, que me acompanha aos anos! 
É aqui que dou conta que isto já tem mais de 5 anos.
Bolas, que 5 anos é mesmo muita coisa.


Quero só acrecentar que as comemorações do 1 ano continuaram e ontem o Mr. Pannacotta me levou a jantar e dormir num hotel de 5estrelas.

Adoro dormir em hotéis. 
Adoro pequeno almoço de hotel.

terça-feira, 25 de outubro de 2016

Serão os meus pais videntes?

Mr. Pannacotta tem andado a pensar como fazer um agrado à mãe. Lembrou-se do Cirque du Soleil que vai estar em Lisboa no início de Janeiro. 
Não me lembro de alguma vez ter ido ao circo, embora saiba que fui em pequena e não me lembre.
Achei mesmo boa ideia irmos e ainda pensei que seria também uma boa prenda de Natal para os meus pais. 

O trabalho do meu pai exige-lhe piquetes em que tem que estar 24h disponível, durante 3 semanas seguidas. Ontem mandei mensagem à minha mãe para saber se nas semanas do Cirque o meu pai estaria disponível.
Recebi agora mensagem a dizer que o piquete é nas duas primeira semanas do mês.

"Era mesmo quando queria que viessem cá. Olha, fica para outra altura." - disse-lhe eu.



5 minutos depois recebo mais uma mensagem da minha mãe:

"O pai diz que se for para conhecer os pais do Mr. ele troca as semanas ;)"

1 ano e o Rabo d'Pêxe

E após um apelo aos poderes divinos (e às minhas miúdas que me ajudaram com dicas de restaurantes) a noite acabou por correr lindamente.

Saí a correr do trabalho para chegar primeiro que o Mr. a casa.
Já tinha dito que este mês está a viver comigo? Temporáriamente, apenas, mas isso são outras histórias.
Apercebi-me no caminho de casa que tinha deixado o tlm no trabalho... Mal cheguei fui vestir um vestido, maquilhei-me e quando o Mr. tocou à porta (porque lhe deixei a chave por dentro propositaamente) calcei os tacões e fui abrir a porta.
Do lado de fora ouvi "estás a calçar tacões para me abrires a porta?"

Abri.

"Não me digas que hoje temos festa!"

"Temos pois. Tens 20 min. para te vestires e chamares um táxi." - disse eu.


Saimos, apanhamos trânsito mas chegamos ao Rabo d'Pexe, no Saldanha, apenas com 5 minutos de atraso. Atendimento excelente, muito simpático e prestável. 
Restaurante maioritariamente de peixe dos açores, com alguma carne também portuguesa. Peixes cozinhados, ou sushi e sashimi, escolhidos na hora na mini lota deles. 
O ambiente minimalista, com betão à vista, numa tenda envidraçada envolvida por um jardim.
O zomato diz que o preço médio é de 60€ por casal, mas nós extravasamos um pouco... O Mr. adora experimentar coisas novas, como quem diz adora comer e não se priva. Comemos os dois menús de degustação, com sushi e sashimi, ceviche, tempura, salada de polvo, espetadas de frango e posta de novilho com lingueirão.
 O mix sobremesas é absolutamente fantástico, com uma pavlova desconstruída maravilhosa, um bolo espuma, uma cheesecake de abobora, um profiterole de abóbora e mais umas coisinhas.
Saí de lá praticamente a rebolar.







Vejam mais imagens aqui, vale a pena.

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

1 ano

Faz hoje um ano de Mr.Pannacotta.

E eu não preparei rigorosamente NADA.
Já nem a tempo vou de vos pedir dicas.
Nada.
Tenho meia hora para decidir onde jantar.
Isto de ser empresária, trabalhadora por conta de outrém e fit girl está a dificultar-me a vida amorosa.

Peço ajuda divina para terminar bem o dia.

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Go


E eu vou.

Com a t-shirt tão linda que mandei vir daqui e que me fica mesmo bem.
Made in Portugal.

Bom fim de semana.

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Sir, I quit

No início do mês despedi-me.
Ou melhor, disse ao meu chefe que não queria renovar o contrato que acaba a 1 de dezembro.
Se estou maluca? May be.

Não, não estou.
Estou tão farta do meu chefe, da maneira de trabalhar dele, do stress constante derivado da falta de organização, desta bola de neve que são os problemas da empresa, da falta de condições normais para trabalhar, da negligência por que passa este escritório, do ter que andar sempre a pensar como contornar cada adversidade que por aqui aparece... Bem sei que nenhum trabalho é perfeito, mas já passei por outros sítios e sei do que falo. 
Estou farta desta confusão.
Preciso de paz no trabalho para enfrentar a minha vida com toda a força.


Posto isto, decidi lançar-me às feras, num novo projeto, com uma sócia especial.
Está a dar trabalho este início em que ainda trabalho em duas frentes, mas acho que está a correr bem. Devagar, devagarinho as coisas tem seguido o seu rumo.



Só gozei 10 dias férias na empresa este ano e já não as vou gastar, caso contrário não conseguirei deixar os trabalhos que tenho em mãos todos feitos.
Estou morta por chegar a dezembro. 

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Outubro rosa para nunca esquecer

Estamos no Outubro rosa. 
Há mais ou menos um ano estava a dar uma entrevista para o Goucha. 
Há mais ou menos um ano andava a engendrar planos para  conquistar Mr. Pannacotta. 
Passado um ano (agora) vi-me assombrada pela mutação do BRCA1. 

É incrível que seja a 2ª vez que, ao fim de um ano de namoro, sou [somos] confrontada com situações tão difíceis e tão complexas como um cancro ou a possibilidade de nunca poder gerar filhos (e digo gerar, não digo ter). 
Não me parece nada justo que eu [ou eles] tenha que passar por isto, que não afeta apenas a minha vida, mas também a de quem me acompanha, numa altura em que devíamos estar focados em construir uma relação sólida, mas divertida e sem preocupações destas.
A vida não é justa para mim, nem para qualquer pessoa que tenha que ultrapassar tais adversidades, sejam maiores ou menores que as minhas.


Numa das últimas consultas queixei-me ao meu médico.  
Disse-lhe que já quando descobri o cancro andava há um ano com o Peter Pan e que agora, voltava a ter que por tudo em causa com o Mr. Pannacotta, quando nem há um ano estávamos juntos. Ele sorriu, fez o ar preocupado e intrigado dele e prosseguimos a conversa.
Entretanto, ficou de estudar o meu caso, esta coisa da genética,  que é tão recente que até ele não estava assim tão dentro do assunto. Ligou-me a pedir para ir falar com ele no último sábado.  Depois de um "vai não vai" o Mr. lá acabou por ir comigo para levar um choque de informação.

A conversa correu melhor do que o que eu esperava e para já,  como ainda não há certezas que a mutação esteja associada ao cancro vamos manter a vigilância apertada, com exames regulares e novos exames que nunca fiz.
Para o Mr. foi mesmo importante ouvir tudo o que foi dito. Tornou-o oficialmente membro deste clube. 


O melhor médico do mundo encerrou a conversa com uma deixa para o Mr.:


"Vou-lhe contar uma coisa que provavelmente você ainda não saberá sobre a L. 
Ela é a pessoa mais corajosa que eu alguma vez conheci a combater esta doença. Fazíamos quimioterapia e ela no dia seguinte ia para o ginásio - disse com um sorriso orgulhoso.
Sempre que nós, médicos, aqui no serviço  temos que dar um exemplo, é da L. que falamos. É o nosso caso modelo."

E disse isto, ali, à minha frente, com os meus olhos postos nele e eu com o pensamento tão bom de saber que tenho uma médico/pai.

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Fosse eu patrocinada pela Oysho

Adorava que a Oysho me oferecesse algumas peças da nova coleçõ de desporto deles, mas, independentemente disso, porque não vai oferecer, quero-vos contar que ontem fui a uma loja e gostei de quase tudo.
Experimentei meia dúzia de coisas. Precisava de uma lufada de ar fresco na minha roupa desportiva.
Os únicos leggings que gostei de me ver vestidos não passaram no teste do agachamento (aqueles aqui na 4ª fotografia...) - é aqui que percebem que não recebo nada pelo post. Mas touxe um top mesmo giro preto (o 5º das imagens) que, convenhamos me fica muito melhor a mim do que a estas modelos magrinhas.

Enquanto acabava de me vestir Mr.Pannacotta foi pagar.
Quando chego à caixa vi que a conta era de 53€... Olhei para ele com cara de "o que é que tu meteste mais no saco?"






E pronto, este aqui da direita também veio.
Diz ele que me ficava mesmo bem e que se eu não tiver coragem de o usar no ginásio (que não tenho) o posso usar para fazer exercício em casa, com ele no sofá a ver.
Garanto que fica melhor a mim do que a esta menina.
E que pena que não vi lá este da esquerda...

sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Juro que a Hetty estava a treinar ao meu lado...

Tive muita dificuldade em treinar com a Hetty sempre ali...





(...)

Meu primeiro treino da semana a uma 5ª feira... shame on me
Mas isto anda muito ocupado deste lado.