sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Turbilhão

Hoje é um dia muito importante.


Desde o último episódio fatídico da minha vida (e refiro-me ao lançamento do Peter Pan às urtigas e minha consequente tristeza), que os meus dias tem sofrido muitas alterações. Diria que todas boas. 

- Mudamos a sede do escritório, estou mais longe de casa, mas estou mesmo no centro de Lisboa. Ainda andamos com o espaço em remodelarão mas está quase quase tudo no sítio.

- Comecei o meu curso de incêndios, que me tem feito queimar as pestanas. By the way amanhã tenho o primeiro exame: M-E-D-O!!!

- Fui à telebisão... Senti-me quase um fenómeno do facebook com a quantidade de partilhas do vídeo. Nunca pensei.

- Daqui a menos de uma semana estou a embarcar para NYC e Toronto.


Mas hoje é um dia importante por outra razão que não alguma destas! 
Hoje é o dia em que os meus pais assinam a escritura da casa que vai ser o meu novo lar a partir do próximo ano.

E estou muito feliz!!


quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Eu sou mais Índia

Ontem perguntei(-lhe) se preferia que não tivesse acontecido da forma que aconteceu. 
A resposta foi a coisa mais engraçada e agradável que ouvi nos últimos tempos.


"O Vasco da Gama também queria ter chegado ao Brasil, mas enganou-se e virou à esquerda. E digo-te, as especiarias da Índia são mesmo boas!"




Mentes brilhantes. Adoro.




Não, não foi o Peter Pan.

terça-feira, 27 de outubro de 2015

O dia do massacre

Ontem, ia pacificamente e finalmente fazer a recolha de sangue para fazer o teste genético, pelo qual esperei mais de um ano.
Cheguei ao hospital da Estefânia (pediátrico) dirigi-me ao laboratório e parecia que tinha havido uma explosão de crianças e mães grávidas. Mais uma vez, lê estava eu, sozinha e completamente fora daquela realidade. Se enquanto não tinha cabelo todos me davam lugar para sentar, ali, era a ultima a ter prioridade... Quase tive que roubar descaradamente o lugar a um pai, que não sua ingenuidade deve ter pensado que eu estava grávida e me deu gentilmente o seu lugar.

Esperei quase uma hora para ser atendida, com dois tubinhos lindos cor de rosa.


Fui chamada.
Entrei, sentei-me no cadeirão a olhar para os desenhos nas paredes para as crianças. Avisei logo que as minhas veia estão mesmo fracas, que é muito difícil tirar sangue ou fazer o que quer que seja. Não sei porque, estava nervosa.

A enfermeira espetou, encheu o 1º frasco (lento mas tudo bem) e depois, quando meteu o 2º, não sei se do vácuo, se do jeito que deu, apenas conseguiu umas pingas e pufffff!!! A veia rebentou! A enfermeira ficou bem atrapalhada "aí o que eu fiz aqui, desculpe..."

L das horas é forte, mas naquele momento, começou a sentir-se com náuseas, tentou resistir, mas não conseguiu.
"acho que não me estou a sentir muito bem..."

Deitou-me a cadeira, deu-me água para beber e deixou-me descansar um bocadinho. Passa outra enfermeira e resolve tentar a sua sorte. Volto a avisar que as veias estão meias mortas, que fiz muitos tratamentos... "para o que?" - "para o cancro senhora enfermeira". Baixou os olhos e continuou a tentar encontrar alguma veia. Decidiu tentar no interior do pulso. "Má ideia" - pensei eu. Espetou, tudo muito bem, mas e o sangue?? Não havia... Nem uma gota!! Frustração de novo. "Peço desculpa, mas não deu." Pede uma compressa fria e mais uma mão auxiliar para carregar no furo, enquanto procurava outra veia.

Acaba por chamar uma colega que estava a entrar ao serviço. "Anda cá tu tentar, que pode ser que consigas."
E eu lá continuava deitada, com náuseas, as mãos a suar frio e um nervoso na barriga.
À 3ª é de vez e conseguimos uma veia já quase no bícepe. 

Saí de lá e fui a pé para o trabalho para apanhar ar e chuva. 
Resultado em imagens:



Um amigo perguntou-me se já é para o halloween...
Vou de zombie.

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

E o sono?

Esta noite tive insónias.
Tinha um assunto a "comer-me" o cérebro.
Diz que amanhã vou falar com o Zé Manel e a Tininha.

terça-feira, 20 de outubro de 2015

Ontem fui à jaula

Eu sei que não interessará a ninguém, mas ontem, dia 20 de outubro de 2015 fiz agachamentos na jaula (smith machine) com 20kg (barra de 10kg + 5+5 kg).

Para quem não sabe é isto, com o rabo ao nível dos joelhos.


E este é mesmo o objetivo...

domingo, 18 de outubro de 2015

Épico

E cortei o cabelo! Adeus caracóis!

As minhas saídas à noite sempre foram épicas.
Sempre me aconteceram cenas estranhas, diferentes, divertidas ou inesperadas.
Pensava, não sei bem porquê, que essas noites tinham acabado.
Só que não.

Ontem tive um jantar de aniversário.
Era suposto ir jantar e vir para casa.
Para ir ao ginásio de manhã e estudar à tarde.
Só que não.

Fui só beber um copo com o pessoal ao Cais do Sodré.
Acabamos por entrar no Roterdão (nunca lá tinha posto os presuntos).
Musiquinha fixe, malta animada.
Pedimos a um amigo para tirar uma foto.
Ele tirou a foto e uma selfie.


De repente uma das minhas amigas diz-me:
"L das horas, o Peter Pan acabou de entrar."

Raios! Nunca fui ao Roterdão. E logo para começar bem, consigo juntar os meus últimos 2 ex gajos, num raio de 2m... (o outro ex gajo estava no jantar também).
Peter Pan veio falar-me. E a 1ª coisa que me diz é exatamente isso... que juntei os 2 ex gajos no mesmo espaço. Respondi-lhe que não estavam só 2, mas sim 3. 

Do Roterdão seguimos para o B.leza (discoteca africana).
Também nunca tinha ido.
Dancei muito!!!Funaná...

Voltei para casa e eram quase 7h.
Conversei com o ex ex gajo, nunca o tinha feito desde que acabamos, há 4 anos atrás...
E foi uma conversa tão pacífica, que me deixou feliz. 
Já não tenho raiva dele, já desejo que seja feliz. Ponto.

De manhã, estava a rever as fotos.
Olhei melhor para a selfie que o outro tirou.
E é uma selfie épica. 
Atrás dele, de um lado está um ex e do outro, o outro ex.
Lindo.
Só que não.


Ginásio e estudo nem vê-los.

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Sonhos

Hoje o meu bff sonhou comigo.
Mandou-me os sonhos por e-mail.
Vou transcrever exatamente como me mandou:

SONHO
1ª PARTE
Eu estava a trabalhar e fui ter com alguém a um sítio em Lisboa (era assim final de dia, como céu meio nublado, quase a querer chover). Depois apareceste e estivemos a beber e a comer tapas até às 22h-23h, assim num ambiente muito bacano e divertido, estivemos a falar um bom tempo na rua e depois fomos para casa. Era uma casa num prédio alto, com janelas grandes, mas as divisões não eram muito grandes. Lembro-me que estava a chover. Eu estava na cozinha a preparar umas cenas para comer, entretanto tu entras e dizes que preparas tu as coisas, para eu me afastar. E, sem eu sabe porquê estavas de robe. Entretanto estás a preparar as cenas no fogão e eu abraço-te…o robe cai e tu estás de bikini amarelo!!! (mas tá a chover pa caraças lá fora!! Qual é a lógica? LOL). Tu fazes aquele sorriso do tipo…”pára com isso, mas não me importo que estejas a fazer isso.” E pronto. Acabou.
2ª PARTE
Fui ter contigo a uma cidade qualquer (acho que era Nova Iorque), e estavas com um casal que conheceste ou que eram teus amigos que também estavam a visitar a cidade. Passeámos junto a um lago, e o teu amigo que era estrangeiro foi mergulhar no lago e depois quis entrar na casa, que parecia abandonada, mas não estava. Depois fomos ter com mais um casal amigo e depois fomos a uma festa numa casa de madeira daquelas mesmo à USA. E no final do dia fomos para o hotel e não me lembro mais.



Chorei a rir.

Hoje espera-me mais uma tarde/noite de formação. 
E amanhã outro dia inteirinho!! Aiiii! Vou morrer com esta formação...

Bom fim de semana!

domingo, 11 de outubro de 2015

O Vicente das Flores.


O Vicente by Carnalentejana, foi mais um dos restaurantes da moda que experimentei no últimos tempos. E gostei tanto dele, que já tive vontade de lá voltar mais que uma vez. Eu não sou a maior apreciadora de comida do mundo, logo, para gostar de um restaurante tenho de gostar do ambiente, dos empregados, do serviço, do quão divertido é o jantar, e sim, da comida também.

O Vicente tem este ar intimista, de quem não quer que a gente veja bem o que está a comer, e eu gosto disso! Uma penumbra agradável que nos deixa ir enchendo os copos e mandando vir mais garrafas de vinho. 

Éramos 5 raparigas, solteiras, logo, a mesa foi uma animação com os empregados.
Optamos por pedir vários petiscos, e ir comendo daqui e dali. Disseram-me que os bifes eram muito bons, não hesitarei em pedir um da próxima vez.
Além do ambiente casul/chic, o Vicente situa-se na Rua das Flores, mesmo lá no fundo, já quase a chegar à Rua cor de rosa do Cais do Sodré, portanto, uma opção muito boa para depois ir beber mais um copo e ir abanar o esqueleto.
Tenho ideia que ficou +- nos 30€, mais pelo vinho do que pela comida que pedimos.
Ao fim de semana está sempre cheio, convém marcar a reservar.

A imagens tirei-as do facebook deles.