quarta-feira, 15 de abril de 2015

Somos o que comemos

Sabia que a SIC tinha feito uma reportagem sobre hábitos alimentares e açúcar, mas ainda não tinha conseguido ver. mr.Bono já tinha visto e tinha-me relatado que ficou a pensar muito naquilo, que era um verdadeiro "abre olhos" para muita gente.

Hoje, a Jo partilhou a dita reportagem no blog dela. Mal vi, decidi sair a horas do trabalho, aproveitar a chuva para não ir ao ginásio (que já fui 2a, 3a e amanhã tenho treino experimental com o mestre) e vir para casa ver a reportagem.

Neste preciso momento tenho vontade de ligar para casa e agradecer à minha mãe a excelente alimentação que me proporcionou em criança (e que lá em casa continua) e ao meu pai o incentivo ao exercício físico (que me acompanhou sempre nos meus anos de federada).


Na nossa casa nunca houve refrigerantes, sempre se bebeu água, ou vinho, no caso dos adultos (pai e avô). Ao almoço sempre se comeu sopa. Todos os dias. E eu que não gostava nada. O arroz vinha sempre com ervilhas, grelos, espigos... A sobremesa sempre existiu, mas era fruta! O pequeno almoço era feito com pão fresquinho e só comecei a comer cereais quando fui p'rá faculdade (porque não tinha a mamã a levantar-se para ir à padaria). À tarde também comia pão. Com fiambre ou doce, pois nunca gostei de manteiga ou queijo. Por norma não havia bolachas lá em casa. Havia sempre uma caixa, fechada, para o caso de aparecerem visitas. Ritual que ainda se mantém. No verão, fazíamos gelados nas cuvetes do gelo. Íamos à ameixoeira buscar ameixas, triturava-mo-las com a varinha mágica e deitávamos nos quadradinhos. Só. Sem açúcar, sem nada. Eram os nossos gelados caseiros de verão.
Uma vez por outra comíamos bolos ou gelados. Não sei se chegava a uma vez por semana.

Só posso agradecer aos meus pais por isto.
Foram a base do meu bom desenvolvimento e do que pratico hoje em dia.

Para quem não viu, façam o favor de ver.
A quem tem filhos principalmente.

vejam aqui


p.s. - Acho incrível um pai dizer que dava 4 ice tea por dia ao filho porque achava que era chá gelado. Só pode ser ignorância. Dois dedos de testa davam jeito.

13 comentários:

Maria M disse...

Ai os gelados de ameixa...

agri disse...

Dei por mim a pensar, durante a reportagem, que aqueles pais deviam viver alienados da realidade... De repente, parece que ficou tudo doido com o açúcar.

Ssol disse...

Até chorei quando me lembraste dos gelados....e da caixa de bolachas!!!! Bateu uma saudade...

Ana Jähne disse...

meus pais sempre se esforçaram pra que a gente tivesse uma alimentaçäo saudável (pero no mucho), mas no brasil se come tanto açúcar e as pessoas nem percebem... desde que saí do brasil minha alimentaçäo e meus hábitos (antes sedentários) mudaram bastante! e o resultado disso é tomei gosto pelo forno e fogäo, e pelo exercício. :)

Eva Luna disse...

Algumas escolhas dos pais são "criminosas".

Moa disse...

em casa dos meus pais era igual.

Alexas disse...

Quando li o teu p.s. concordei e ri-me. Porque é verdade, o acesso à informação é tão fácil que nos custa a perceber como é que as pessoas não sabem! Mas a verdade é que não sabem mesmo porque não estão interessadas em saber mais... e infelizmente, estas pessoas são as que mais consomem a informação da publicidade (Chá é bom, faz bem, logo posso dar ao meu filho).
Em relação ao documentário, fiquei a meio e do que vi, meu deus.Não sou apologista do extremismo (cortar tudo que tem açúcar), mas sim balancear as coisas!!

Jo disse...

Olha eu toda vaidosa por ser mencionada aqui no teu post... :P

Eu fiquei impressionada com esta reportagem e, se bem que já sabia isso dos ice tea e afins, fiquei alerta para muitas outras coisas!! Nunca tinha olhado para a quantidade de açúcares dos iogurtes, por exemplo. E da gelatina? Até me assustei quando olhei para o rótulo da que tenho cá em casa!! A parte de verduras, peixe e fruta sempre se teve em mente cá em casa, mas outras coisas admito que nunca verifiquei ingredientes e até as tinha como saudáveis... Lá está, por muito que parte da informação seja óbvia para nós - como certamente esta que eu desconhecia era para outras pessoas - há sempre alguém que fica mais informado com algumas informações e algumas medidas destas! ;)

Inspired disse...

Lá por casa dos meus pais, sempre foi mais ou menos assim. Não havia tanta insistência na sopa mas salada e legumes havia sempre. Água SEMPRE. Doces, com peso e medida, ao fim de semana.
Agora que sou mãe, tenho o dobro do cuidado. Adiei o mais que pude a introdução de doces, que continuam a ser muito poucos e tenho muito cuidado com a alimentação. Fiquei chocada com a reportagem e num misto de vergonha alheia / incredulidade e tristeza sobre a ignorância dos pais. Mas mesmo assim tiveram coragem de dar a cara...
Sou apologista de uma alimentação saudável, sem extremismos!...

Love Adventure Happiness disse...

Muito do que eles dizem essa do chá gelado entre outras acho que não acredito, toda a gente sabe que são refrigerantes. Como nunca tinham olhado para o conteúdo dos ingredientes e assim???
Hoje em dia com tanta informação e assim... custa a crer...

agatxigibaba disse...

Acho que a reportagem foi óptima, no meu caso não trouxe novidades porque alimentação é um assunto que exploro por curiosidade própria e leio os rótulos há anos, mas foi bom chegar com este assunto às massas. Não sou fanática das dietas mas há consumos de "porcarias" completamente desnecessários, principalmente pelas crianças. E é real, muita gente nunca se apercebeu da quantidade de açúcar do ice tea, que não tem gás logo acham que é mais saudável. Ou das barras de cereais... Enfim, espero que sirva para alterar alguns hábitos :) quando era miúda ficava toda chateada por não ter sumos às refeições, nem bolachas ao lanche, mas hoje agradeço ;)

Annabelle disse...

Eu não vi a reportagem mas já ouvi muito falar nela. Imagino que muitas pessoas tenham ficado surpreendidas. Também posso agradecer aos meus pais pela alimentação que tive em criança e pela que tenho hoje. Em casa não havia produtos transformados, nem sodas, nem bolachas, nem se comia pizza congelada ou pratos já feitos por falta de tempo. Sempre comi sopa, e sempre gostei, sempre comi muitos legumes e muita fruta. A sobremesa sempre foi fruta e não pudins e gelados. Enfim, acho que basta ler os rótulos e ter um pouco de bom senso para perceber que o que se faz em casa é sempre a melhor opção. Mas se conseguir, ainda vou ver essa reportagem. Acho que também vou ficar com vontade de partir os dentinhos ao tipo que dá ice tea ao filho ;)
https://instagram.com/annabelle_madeira/

DiliciousBlush disse...

Ainda não vi a reportagem ando ansiosa por ver