quarta-feira, 22 de abril de 2015

Pilates

Eu e o pilates temos uma relação de amor/ódio.
Nunca gostei de coisas muito paradas e mais, que exigissem de mim muita flexibilidade, que não tenho. Pior agora, que os inchaços não me deixam movimentar a 100%.

Decidi, portanto, ir ao pilates, para ver se a coisa melhora.
Até tem sido engraçado, que a professora utiliza sempre aparelhos (entenda-se por aparelhos utensílios para fazer os exercícios) diferentes.
Foi engraçado até ontem. 
Não sabia se havia de chorar ou rir.
E nem sequer foi uma questão de não conseguir fazer o exercíco. A questão foi que nem sequer consegui por o raio da faixa, nos pés, enquanto estava deitada de barriga para baixo.

Este consegui fazer... hip hip hurra!

4 comentários:

TimTim disse...

Pilates é tão bom e faz bem... também dá para rir, houve uma aula que uma senhora apertou tanto a tita na barriga que se soltou... foi de rir e chorar por mais. A consulta correu bem ;)

Raspberry disse...

Eu adoro fazer pilates. É paradinho, assim ao olhar parece que não está custar nem a trabalhar grande coisa, mas só quem faz sabe os que às vezes custa estar em certas posições.

DiliciousBlush disse...

Eu pratico yoga e Adorooooo ! Também já experimentei pilares e fiquei toda partida é parado mas trabalha muito os músculos

Ana Jähne disse...

olha, digo por experiência própria: flexibilidade se ganha! e pilates (ou no meu caso a yoga) ajudam muuuuito mesmo!
eu era a pessoa mais inflexível da face do universo... e depois de uns meses de yoga já consigo alcançar o dedäo do pé! :D
you go, girl!