sexta-feira, 27 de setembro de 2013

E depois (continuação de ontem...)

Saí do trabalho, e fui direitinha para a loja do cidadão...
Chego lá e pumbas! Já ia no 193... bolas, eu era o 151.

Felizmente que já não sou a mulher mais tímida do mundo e fui falar com o segurança.
Foi tão simpático, disse-me para esperar, que ainda faltava hora e meia para fechar e as senhas dadas de manhã (foram dadas 200 e tal tenhas até às 9h da manhã) estavam a acabar e talvez dessem mais algumas a quem lá estivesse à espera.

Esperei, esperei... 
Eram 18.50 resolveram dar senhas. 
Claro que foi uma confusão por causa da ordem de chegada, ciganos e africanos à mistura, aos berros (não, não sou racista, mas foi a realidade). Deixei-me ficar fora da confusão e recebi a penúltima senha.

A parte mais ridícula disto tudo é que demorei uns 40 segundos sentada enquanto pedia a declaração e o funcionário ma imprimia.


Como é que as coisas hão-de funcionar bem, se para ter uma porcaria de uma declaração tenho de esperar um dia inteiro e/ou faltar ao trabalho?
Porque não se consegue obter on-line? 
Porque não há um balcão só para esses serviços em vez de um geral, com toda a gente a tratar de subsídio de desemprego, subsídio de inserção e subsídio não sei do quê... bolas que atraso de vida!

4 comentários:

VerdezOlhos disse...

A segurança social (a par das finanças, se bem que acho que a primeira é pior no que toca a atendimento) é o pesadelo de qualquer cidadão que precise de se ir informar ou pedir uma mera declaração. São horas e horas de espera, fila interminável desde as 6h da manhã ou antes e muitas vezes nem nos resolvem o problema (ou é o sistema, ou as pessoas que não estão informadas). É ridículo o esforço e a perda de tempo que se exige. Como é que se há-de andar para a frente com as coisas desta maneira?

Opinante disse...

É mesmo o terror!!

E eu que trabalho "com" eles? Quando preciso de ligar??? É mesmo para esquecer!

Marta disse...

Odeio a Loja do Cidadão. Se puder evitar de lá ir...

Jo disse...

Tens toda a razão!! É ridículo que estes serviços funcionem assim tão mal...