quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

vazio

Hoje sinto-me um pouco no vazio. Acho que me apercebi ontem que não sei bem o que quero, que o que achava que queria talvez não o seja. Talvez já o tenha sido, mas agora nem sei bem. As coisas não me fazem algum sentido. Hoje sinto-me desconfortável. Tenho pensado mais no futuro, do que alguma vez pensei. E tenho muitas dúvidas. Não sei se estou presa ao que já passou, ou se me estou a deixar andar numa zona de conforto. Que, se calhar, não dá assim tanto conforto.  Muita coisa mudou ao longo deste ano, mas, no entanto, parece-me que estou praticamente na mesma. 

3 comentários:

Ssol disse...

Se há coisa que me dizem muitas vezes e que não é nada agradável de ouvir, é que vivo agarrada ao passado: aos amigos da escola (que já acabou há mais de 10 anos, às brincadeiras de infância, e até às músicas dos anos 90. A verdade é que é preciso encarar o futuro de frente, e infelizmente não basta terminar o curso universitário, como sempre nos apregoaram para termos uma boa vida.... L. do passado só podemos tirar conclusões e lições. Prá frente é que é o caminho!!!

anf disse...

Acho que não deves desesperar muitas vezes as coisas vão surgindo nós devemos estar atentos,
beijinho

Corina de Oliveira disse...

é normal chegar a estes dias e colocarmos a nossa vida em perspectiva... nao deixa de ser bom porque assim podemos ver onde erramos e o que ainda temos que melhorar!